Segunda-feira, 30 de Maio de 2011

my best friends know everything.

«O silêncio não comete erros»

 


publicado por devaneios demarcados às 22:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 25 de Maio de 2011

Could you give me one?

«Assim, distraído de mim, no intervalo de nada, descobri num segundo que são as coisas que nos amam e não o contrário. Em silêncio amparam-nos por existir sem ter existência e esta calada vida é um olhar pousado sobre nós. Um aceno sem olhos, um abraço sem mãos. De quem?»


- Eduardo Lourenço 

 

 

 


publicado por devaneios demarcados às 22:02
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 24 de Maio de 2011

giving up...

"I'll tell you," said she, in the same hurried passionate whisper, "what real love is. It is blind devotion, unquestioning self-humiliation, utter submission, trust and belief against yourself and against the whole world, giving up your whole heart and soul to the smiter - as I did!"

 



publicado por devaneios demarcados às 20:04
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Maio de 2011

I have to go...

«E se eu fosse fazer um bolo?»

 

 

 

"I love and I'll always love you. But, I have to go!"

 

"I regret nothing, ever."

 

We came, we saw it, we loved it!  


publicado por devaneios demarcados às 17:07
link do post | comentar | favorito
Sábado, 21 de Maio de 2011

Reexs

 

 

Com certeza já te sentiste a flutuar em tudo o que abandonaste...

 

«..juntando-se a um canto como cães, sob o impulso bruto do cio!»       -  Eça de Queiroz

 


Reduzido a poeira é que tu estás bem. Aí no teu Mundo a deixar-me usufruir de tudo o que me oferecem!.. 

Obrigada pelas vezes que já me fizeste rir com a utopia e o ridículo de todo este pronuncio...

És uma criatura absolutamente fascinante...tão rapidamente comes ração como palha bruta... Dizem até que a natural satisfaz as mentes mais vorazes num curto período de tempo! E eu não os nego.

 

 

 

O tempo passa e já nada sei de ti nem nada procuro saber. Tu também o fazes. E assim pensas que és mais feliz.

Um prazer ter-te tido como amigo. Já não preciso de ti sequer para ser feliz! E assim é que me sinto bem.

 

Um dia morres dentro da tua carapaça. E não sei o que será desse teu corpo. Abandonado ao impulso mais feroz da tua existência. Um impulso temporal e existencial. O prazer.


publicado por devaneios demarcados às 12:18
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Maio de 2011

Tão invulnerável.

 

 

«Talvez seja ela, ainda, o segredo do riso dele. Não há memória mais terrível do que a da pele; a cabeça pensa que esquece, o coração sente que passou, e a pele arde, invulnerável ao tempo.»

 

«Não se consegue amar completamente senão na memória.»

 

Inês Pedrosa


publicado por devaneios demarcados às 23:15
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Maio de 2011

i'm happy again.

«A separação pode ser o acto de absoluta e radical união, a ligação para a eternidade de dois seres que um dia se amaram demasiado para poderem amar-se de outra maneira, pequena e mansa, quase vegetal.»

 

«(...) o desejo não se confunde com a necessidade ou com o apetite vital, sempre dirigidos a algo presente, destinados a ser suprimidos pelo consumo imediato do que lhes traz satisfação.»

Inês Pedrosa

 

 

 

O segredo é não depender de ninguém. Ser feliz inteiramente comigo! E concretizar tudo o que sempre sonhei!


publicado por devaneios demarcados às 17:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 15 de Maio de 2011

15.

Os 10 eram hoje. Não são. Nem vão voltar a ser.

 

Foram meses de loucura.

E obrigada por me teres feito a pessoa mais feliz!

 

Nunca houve esperanças de grande duração, sempre o soube. Sempre soube que não fugíamos ao mais comum mortal!

Incrível como te tornaste tão previsível...como te conheço tão bem J.!

 

Espero que a conversa te tenha subido um pouco mais o ego. Cuidado que ele pode rebentar a escala...

 

Um dia vais dar-me toda a razão.

Um dia talvez voltes a chamar pelo meu nome*

Até lá já percebi que estás totalmente cego, como previa...

 

 

Por vezes a necessidade que temos de fugir dos problemas acaba assim. Com um ponto final. Com dois beijinhos.

Desta vez não te voltei a pedir um abraço. Desta vez a luta pela nossa amizade vai ser tua, se quiseres. Se não, eu também já não tenho forças. Fica à tua própria consideração.

 

Um beijo, de uma garota que sempre te amou.


publicado por devaneios demarcados às 10:38
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Maio de 2011

Dear ...

 

Prometo-vos uma vida nova!..


publicado por devaneios demarcados às 23:17
link do post | comentar | favorito

O amor dá-me tesão'

Uma criança.

E uma desvairada.

 

É assim a história do príncipe.

Uma história triste.

Uma história de dois meses!

Bem-vindo!

 


publicado por devaneios demarcados às 20:57
link do post | comentar | favorito
«A man should look for what is, and not for what he thinks should be.» __________________________ - Albert Einstein
«...things don't have to be extraordinary to be beautiful. Even the ordinary can be beautiful.»

*Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


*Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

*posts recentes

* ...

* 2013.

* Deste razão ao meu 0912.

* ...

* #

* O silêncio vai ser a tua ...

* E com que leviandade...

* O fim.

* ?

* ...

*tags

* todas as tags

*mais sobre mim


* ver perfil

* seguir perfil

. 7 seguidores

*pesquisar